Vício de ESCREVER. Minha vida, minha história…

Querida vozinha, como eu gostaria que tu estivesse aqui… Queria eu que tu visses o quanto os meus olhos demonstram amor verdadeiro hoje, o quanto agora os meus sorrisos são felizes; sim, eu encontrei quem você dizia que “iria morrer e não iria ver” (e isso dói porque eu sei que tu gostaria de estar aqui). Encontrei sem procurar alguém para amar e, amo tanto tanto…mas vozinha, você não iria gostar de presenciar o quanto eu me tornei chata, às vezes nem eu mesma me suporto. Entretanto, é isso, sei que não ouves, não vê mais…mas eu precisava escrever essa saudade de você e dar essa notícia do quão feliz sou e o quão triste fico quando sem querer aborreço muito quem amo…

O meu olhar só transmitia tristeza e solidão, e era tudo o que estava dentro de mim. Mas sabe como que de um dia para o outro, você acorda e se sente a mulher mais FELIZ do mundo? Aconteceu comigo. Sucedeu quando decidi “olhar” para o AMOR com ternura e passar a entender o que é o amor VERDADEIRO: amar e ser amada com “respeito”. O meu olhar mudou quando encontrou o seu olhar meu amor; naquele dia e naquela escada, há um metro de distância e, só bastou o nosso olhar para reconhecer o amor, o “nosso” amor. Pode ser que às vezes não demonstro tanto o quanto amo-te, mas AMO muito e sou grata todos os dias pela a sua existência na minha vida. Sou desastrada (rsrs), chataaaaa…porém, veementemente feliz por apesar de eu ser assim, tu suportar todos os meus defeitos (rsrs). Os meus planos são contigo, estou contigo porque sei que estás comigo. Admiro-te muito! Tu és um exemplo de ser humano e eu amo amar VOCÊ. – Camila Pedroski Graciolli (escrito em 23-08-2020)

Foi quando uma rosa espetou-me profundamente que até então acreditava que sempre seria ferida por “todas” as rosas. Sabendo que AMOR é um substantivo abstrato, também não tive vontade de tornar concreto nenhum SENTIR relacionado a ele. Meu coração fechou em um frio terrível… Entretanto, foi no Outono que consegui enxergar uma LUZ e aos poucos comecei SENTIR e não lutei contra, foi sucedendo…Agora sei que é impossível vencer o amor. É quando você não consegue explicar, a vontade de gritar “como amo-te!” é crescente; um frio na barriga (nunca antes sentido) ao ficar perto ou apenas “pensar” …você treme de nervoso… É o primeiro pensamento do dia e antes de dormir… Já não queres entender, somente amar e sentir o amor, e você fica feliz em amar e ser amada; preocupa-se em saber “se está tudo bem e como foi o dia”. Não vê a hora de o encontrar, beijar, abraçar…ficar apenas sentindo um ao outro com afagos intensos. Porque o amor é mais forte que o desejo de não amar. O amor é mesmo benigno!

Página Inicial

Bem-vindo ao seu novo site! Você pode editar esta página ao clicar no link Editar. Para obter mais informações sobre como personalizar seu site, confira o http://learn.wordpress.com/